Select Page

Virtual Power Plant (VPP)

Face à acentuada potência eólica instalada na região há que lançar a discussão sobre a possibilidade de uma intervenção estruturante no concelho do Sabugal, incluindo, por exemplo a exploração de uma potencial VPP (virtual power plant) a par de outras formas valorativas de utilização dos recursos endógenos, estimulando o desenvolvimento local tirando proveito das infraestruturas existentes.

 

A população do concelho do Sabugal, em 2013, é de 12 030 habitantes, sendo o consumo de energia de 34 656 MWh. Entre 2001 e 2014 a população residente diminuiu cerca de 20%.

 

Total Doméstico Não Doméstico Indústria Agricultura Iluminação das Vias Públicas Edifícios do Estado
Consumo de energia eléctrica(MWh) 34656.15 13437.66 8451.09 8451.09 563.40 4072.29 1709.25
 
Número de Consumidores 14943 13049 1461 182 251 N/A N/A

 

A produção de energia é muito superior ao consumo. As condições naturais e a escala das infraestruturas parecem ser adequadas para viabilizar a constituição de um projecto- demonstração de uma Virtual Power Plant (VPP), congregando:

    1. a turbina hidráulica (tirando partido da capacidade de armazenamento da barragem do Sabugal)
    2. um sub-parque eólico (selecção de potência ajustada à hídrica).
    3. a possibilidade de associar geração fotovoltaica;
    4. outras tecnologias para aproveitamento de outros recursos endógenos, nomeadamente a utilização de resíduos dos municípios do Sabugal, Penamacor e adjacentes para a produção de energia.

Para isso haverá que analisar a componente regulatória de operação do sistema elétrico para avaliar o potencial de instalar um projecto- piloto que faça a integração de recursos do lado da procura e avalie a possibilidade de venda de serviços de sistema, além de energia, como forma de garantir receitas adicionais.

Haverá ainda que analisar a possibilidade de, associando armazenamento a uma parte do sub-parque eólico, otimizar a exploração da capacidade instalada, valorizando-a na sua colocação em mercado e propiciando condições para o desenvolvimento económico e social local

Não poderá igualmente deixar de se analisar as implicações ambientais e de conciliação virtuosa de interesses para a sustentabilidade da região.

Em suma,uma VPP no Sabugal teria várias dimensões potenciais de grande valia:

  • Técnica combinando várias tecnologias de conversão de energia renovável e associando a venda conjunta de energia e de serviços de sistema;
  • Social desenvolvendo dinâmicas de aproveitamento das oportunidades de emprego;
  • Económica, promovendo a criação de riqueza na região;
  • Regulatória explorando o caráter piloto do programa para ensaiar novas formas de enquadramento da produção distribuída em ambiente de rede inteligente e de participação da procura no fornecimento de serviços de sistema.
  • Ambiental analisando as implicações ambientais e de conciliação virtuosa de interesses para a sustentabilidade da região.

Sabugal e Penamacor não podem deixar de beneficiar do facto de terem, nos seus territórios, um excedente de produção de energia, recursos endógenos por explorar e de condições geológicas favoráveis 

Opções

Análise e avaliação de uma intervenção pluridisciplinar englobando a exequibilidade de desenvolver o conceito de virtual power plant (VPP) e de promoção de desenvolvimento local. Pontos em análise:

  •   Projecto de uma VPP
    • integrar as componentes, hidroelétrica, eólica, e outras: resíduos, biomassa (bio-refinaria – Ex Produção de Álcool Industrial e Alimentar, e Energia Térmica e Eléctrica proveniente da queima de Biomassa e do Biogás, originados por culturas energéticas efectuadas, para o ciclo de produção do álcool, com utilização económica dos sub-produtos, tais como alimentos para animais, e biofertilizantes, num ciclo biológico completo)
    • aumentar a oferta de serviços ao passar a vender serviços de sistema além da energia, para garantir um rendimento adicional
    • na medida em que se trate de uma ação piloto, podem-se combinar estas opções de oferta com resposta dinâmica de procura, caso o potencial o justifique
    • caso as receitas não cheguem para que o projeto seja auto-suficiente (neste momento a eólica estará enquadrada por uma tarifa feed-in e o sub-parque eólico a selecionar passaria para outro enquadramento tarifário), o financiamento público de projeto de demonstração, via tarifa, será necessário para suportar o projeto
    • a zona tem um consumo abaixo da oferta renovável e, por isso, tem condições para explorar, no futuro, o negocio potencial da exportação
    • o espelho de água da barragem poderia ser aproveitado para lhe associar uma central PV, ( flutuante ou numa(s) da(s) ilhas existentes),
    • a capacidade de armazenamento da barragem poderia ser usada em combinação com o sub- parque eólico selecionado, no perímetro de 2km, num esquema de acumulação por bombagem, adicionando infraestrutura com capacidade de bombagem adequada
  • Medidas de desenvolvimento económico, social e ambiental
    • no médio prazo, criação ou desenvolvimento de atividades que promovam a criação de riqueza na região;
    • desenvolvimento de dinâmicas de aproveitamento das oportunidades que o programa propicie, numa lógica de envolvimento da população e de cooperação entre todos os agentes em presença;
  • Ambiental
  • análise das implicações ambientais e de conciliação virtuosa de interesses para a sustentabilidade da região.
Facebook