Select Page

Economia Local

Neste vetor de atuação pretende-se responder às seguintes questões:

  • Como combater a dinâmica de decréscimo da população?
  • Como atacar a fraca atração de investimento e de talentos?
  • Como inovar no aproveitamento dos recursos locais, reinventando novos recursos de produção e afirmação territorial?
  • Como encarar a disponibilidade de terrenos e aumentar a atividade agrícola?
  • Como atrair investimento e gerar emprego?
  • Quais os projetos âncora e os produtos específicos da Malcata onde se poderá investir?
  • Como tornar atrativa a fixação de pessoas e empresas no território?

 

Grande Princípio orientador: As ações a desenvolver deverão ter subjacente uma visão holística dos RECURSOS, uma perspetiva de fileira e de cadeia de valor, atuando depois, desejavelmente, em complementaridade e em cooperação com Junta de Freguesia, Câmara Municipal, outras Associações, Parceiros etc.

 

Pretende-se assim:

  • Promover uma gestão ambientalmente adequada, socialmente responsável e economicamente viável dos espaços florestais;
  • Fazer convergir as atividades agroflorestal, o turismo e a área social;
  • Promover os produtos locais e os saberes tradicionais;
  • Valorizar os recursos locais que possam ser afetos ao turismo em todas as suas vertentes – de Aldeia, Turismo da Natureza, Histórico-Cultural, de Saúde e Bem-Estar;
  • Pugnar por projetos estruturantes que contribuam para o progresso e melhoria socioeconómica, ambiental e cultural;
  • Incentivar o surgimento de novos projetos económico-empresarias, apoio de proximidade ao empreendedorismo de base local, qualificar e regenerar negócios existentes – ações de inovação e ações de intra-empreendedorismo;
  • Procurar associar empresários, empresas, outras Entidades e pessoas singulares à AMCF; Promover e/ou organizar feiras, certames, exposições, colóquios e quaisquer outras manifestações que contribuam para a realização dos seus objetivos;
  • Contratualizar projetos de pesquisa, individuais ou coletivos, nas áreas de intervenção da Associação.
Facebook