Select Page

Atividade Cinegética

O território do Concelho do Sabugal apresenta elevada aptidão cinegética, decorrente da diversidade paisagística e do reticulado de ocupação do solo. O Concelho está ordenado em 86 % da sua área, distribuído por 33 zonas de caça, com prevalência do associativismo cinegético (27 zonas de caça associativas) que incide sobre uma área de 42.528 ha; a restante área está concessionada em 5 zonas de caça municipais e uma zona de caça turística (ZCT das Batoquinhas, com 168 ha).

As profundas alterações ocorridas no coberto vegetal nas últimas décadas potenciaram um aumento significativo das populações de javali, tendo proporcionado elevada notoriedade no meio cinegético as montarias realizadas no Sabugal. O abandono da agricultura tem motivado, entretanto, a diminuição das principais espécies cinegéticas sedentárias (coelho-bravo, lebre e perdiz).

O corço começa a ser avistado com alguma frequência nas zonas de caça envolventes ao Perímetro Florestal do Alto Côa, fruto de reintroduções recentes efetuadas pelos Serviços Florestais. Tendo presente a aptidão do território para esta espécie cinegética de caça maior (abundância de bosques de carvalho negral, num mosaico agro-florestal), existe potencial para o desenvolvimento futuro da sua exploração.

Em suma,

A atividade cinegética constitui um importante fator de desenvolvimento rural no Concelho do Sabugal, sobretudo devido às sinergias que gera na economia local. Um exemplo da dinâmica gerada em torno da caça reside nas concessões de caça sob gestão do Município (Sabugal Oeste, Médio Côa e Serra do Homem de Pedra) que cobrem 18.077 ha e que, desde a época cinegética 2005/2006, mobilizaram 1.408 caçadores, dos quais 972 (69%) residem fora do Concelho.

Facebook